Fabiano Coelho

Mac Cord Consultoria Contábil

Home Page

 

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo final”.

Chico Xavier

 

 

AddThis Social Bookmark Button

 

Cursos | Programas

Fabiano Coelho é Mestre em Contabilidade Gerencial e ministra curos nas seguintes áreas:

 

  • Formação Estratégica de Precificação

Descrição:

É crucial para o sucesso de qualquer empresa um modelo assertivo de precificação. Geralmente, os gestores procuram simplesmente formas de fixação de preços, baseadas em custos.


No entanto, a formação estratégica de precificação deve ser trabalhada de modo a aproveitar: conceitos mercadológicos, integrar metas e objetivos organizacionais, permitir o melhor gerenciamento de portfólio de produtos, administrar a carteira de clientes e a manutenção da continuidade dos negócios.


O curso é destinado a empresas de todos os seguimentos e a todos os gestores que trabalham diretamente com a geração de receita de seus empreendimentos.

Plano de Aula:

Formação de preços praticada no Cenário Atual

    1. Atual formação de preços praticada;
    2. Problemas da Formação de Preços baseada em Custos.

Estratégias de Precificação

Conhecimento das variáveis inerentes à Formação de Preço

    1. Estratégias de Precificação segundo:

      Michael Porter;


    Philip Kotler;


    Peter Drucker;


    Hax & Wilde;


    Ansnoff.

Fatores numéricos - Custos

    1. Definição das variáveis envolventes (Custos Fixos, Despesas Fixas, Custos Fixos Identificados e Custos e Despesas Variáveis - % e unit.);
    2. Decisões de Ponto de Equilíbrio;
    3. Decisões de Gerenciamento de Capacidad;
    4. Decisões de Gerenciamento de Produtos e Clientes.

Precificação – Modelo Final

    1. Baseada em Custos;
    2. Formação de Preços a prazo;
    3. Modelo Final.

Final

Retorna ao início da página

 

Gestão Estratégica de Resultado

Descrição:

Atualmente as empresas têm que gerenciar e controlar seus custos e resultados como forma de continuidade e garantia de vantagem competitiva. Além disso, a estrutura enxuta de outros países (no que tange ao dólar, logística, tributos, entre outros) obriga as empresas nacionais a uma maior assertividade na tomada de decisões.

Nesse sentido, os gestores devem saber captar recursos de forma assertiva, considerando riscos e retorno, fazendo a aplicação de forma eficiente, considerando questões financeiras e econômicas, e utilizando esses recursos aproveitar sua capacidade de gerenciamento de portfólio de produtos e administração de carteira de clientes. Isso otimizará a geração de riqueza e, conseqüentemente, maximizará a remuneração dos investidores.

Plano de Aula:

Visão Geral da Gestão Estratégica de Resultado

Decisão Operacional

  1. 1. Atual Formação de Preços Praticada;
  2. Problemas da Formação de Preços Baseada em Custos;
  3. Estratégias de Precificação.

       Conhecimento das variáveis inerentes à Formação de Preço

      Estratégias de Precificação

Decisão de Investimento

  1. Definição das variáveis envolventes (Custos Fixos, Despesas Fixas, Custos Fixos Identificados e Custos e Despesas Variáveis - % e unit.);
  2. Decisões de Ponto de Equilíbrio;
  3. Decisões de Gerenciamento de Capacidade;
  4. Decisões de Gerenciamento de Produtos e Clientes.

Modelos Finais

  1. Baseada em Custos;
  2. Formação de Preços a Prazo;
  3. Modelo Final de Preço;
  4. Curva ABC dos Produtos;
  5. Matriz BCG;

Decisão de Financiamento

Final

Retorna ao início da página

 

Análise das Demonstrações Financeiras

Descrição:

As empresa precisam de “instrumentos de navegação” para entender seu posicionamento, saúde econômico-financeira e, principalmente, comportamento organizacional. Ninguém sente falta daquilo que não conhece. É preciso que o gestor saiba diagnosticar um problema e tenha sensibilidade para saber quando alguma coisa se comporta de forma inadequada.

Ele só conseguirá identificar o problema a partir dos indicadores de desempenho que lhe permitirão ter a percepção do problema, o diagnóstico e a possibilidade de solucioná-lo em tempo hábil.

Plano de Aula:

Parte introdutória

  1. Noção dos conceitos de contabilidade
  2. Relatórios contábeis
  3. Entendimento da sistemática contábil

Indicadores Tradicionais

  1. Índices de Endividamento
  2. Índices de Liquidez
  3. Índices de Prazos Médios
  4. Índices de Rentabilidade

    Alavancagem Financeira

    EVA

Indicadores Modernos

  1. EBITDA
  2. Performance Financeira

    Necessidade de Capital de Giro

    Saldo de Tesouraria

  3. Performance Econômica

    Produtividade

    Crescimento

    Alavancagem Econômica

Final

Retorna ao início da página

 

Contabilidade para não contadores

Descrição:

As empresas precisam de instrumentos que permitam identificar, mensurar e validar todas as atividades no processo de criação de valor.

Nesse ponto, a contabilidade surge como o principal – e o mais confiável – sistema de informação quantitativo em quase todas as organizações e seu entendimento deve estar sob o domínio dos gestores.

É necessário saber ler os relatórios contábeis, compreender sua sistemática, interpretar as informações dispostas e projetar os dados para poder planejar e controlar.

Plano de Aula:

  • Parte introdutória
  1. Noção dos conceitos de contabilidade;
  2. Relatórios contábeis;
  3. Entendimento da sistemática contábil.
  • Projeção contábil
  1. Entendimento das variáveis inerentes à projeção;
  2. Aplicabilidade;
  3. Controle;
  4. Planejamento.
  • Final

Retorna ao início da página